5 leis para formular objetivos (parte 1)

seja-feliz

Você deseja aprender a formular suas metas, sonhos e desejos?

Todo o ser humano tem um potencial ilimitado, que através de ações certeiras levam a resultados incrivelmente satisfatórios!

Mas o que faz uma pessoa ter uma ação, por mais simples que seja, na direção da realização de um objetivo?

Muitas pessoas tem me perguntado sobre isso, então resolvi trazer algumas dicas valiosas de como fazer para termos de fato nossa vida transformada através de um sentido, um propósito… fazer valer realmente a oportunidade diária que temos aqui nesse mundo!

Existem várias ferramentas e técnicas que nos ajudam a realmente termos grandes mudanças positivas e mensuráveis em nossas vidas e selecionei uma delas pra trazer para você que está decidido a ter uma vida ainda melhor!

Este é o primeiro da série de cinco posts que vou escrever falando sobre as cinco leis para formular objetivos, desenvolvidas por Anthony Robbins.

No post Você sabe o que quer? falamos que o primeiro passo para você saber o que quer da vida é começar agora mesmo a sonhar.

Tendo clareza sobre os nossos sonhos precisamos ver se realmente acreditamos neles!

Por exemplo, você já comprou algo de alguém que lhe passou a impressão de não acreditar naquele produto? Provavelmente não!

Assim é com a nossa vida!!

Quando acreditamos em um objetivo, o nosso potencial para realizar aquilo cresce, fazendo com que nossa ação para realizá-lo seja muito mais eficaz e a concretização do objetivo é só uma consequência!!

Então, veja em quais dos seus sonhos você acredita de fato, quais deles motivam você a ponto de lhe despertarem uma força que talvez você até desconheça…

Feito isso… vamos aprender então a transformar esses sonhos em objetivos reais!!!

5 leis para formular seus objetivos

1ª lei
Exprima seu objetivo em termos positivos.
Diga o que deseja que aconteça. Muito freqüentemente, as pessoas exprimem o que não querem que aconteça como suas metas.

A maioria das pessoas sabe dizer, e com muita propriedade, aquilo que não querem para a sua vida. Mas, o que precisamos aprender é que devemos ter na ponta da língua o que queremos!

Pense: saber o que você não quer tem lhe ajudado a chegar a algum lugar?

Bem provável que não!

Quando sabemos apenas o que não queremos nós ficamos somente evitando situações na nossa vida!
Vou dar um exemplo…

Você quer muito arrumar um namorado. Mas você apenas sabe que não quer que ele seja baixo, loiro, e que tenha um estilo esportista.

Saiba que fazendo isso você só vai encontrar pessoas assim, porque o seu foco está nesse perfil de pessoa.

Pelo contrário, quando você define o tipo de homem ideal para você, exprimindo aquilo que você deseja, o seu foco vai se voltar para esse tipo de pessoa.

Sim! Os nossos olhos funcionam como radares apontando para tudo aquilo que temos em mente.

Então, comece praticando essa primeira lei e faça o exercício de exprimir em detalhes aquilo que você realmente deseja!

Fique ligado, porque no próximo post vamos falar sobre a segunda lei. Você verá como dar continuidade nesse processo de formular objetivos.

Deixe seu recado abaixo falando o que você achou desse conteúdo!
Você pode começar falando o que os seus olhos tem apontado para você. Por exemplo, quando eu estava decidindo o momento certo de ser mãe eu só encontrava mulher grávida, bebês, crianças…

Compartilhe a sua experiência também!

Um grande abraço,

Vanessa Poletto

Versão em áudio:   Se preferir baixar o mp3, clique aqui. (com o botão direito escolha a opção salvar como)

Deixe um comentário